O que é a Prostodontia?

A Prostodontia permite a substituição de dentes perdidos e restitui a função, a saúde e a estética orais. Os dentes perdidos são supridos através de próteses dentárias fixas (que podem assumir a forma de facetas, coroas ou pontes) ou próteses dentárias removíveis.

A solução da prótese fixa tem vindo a ser preferida à prótese removível por razões funcionais (permite ao paciente comer, falar e sorrir de uma forma totalmente natural) e também por razões de estética.

Contudo, disponibilizamos próteses removíveis, que recomendamos, essencialmente, como soluções temporárias. Temos como prioridade a análise e discussão de todas estas alternativas com o paciente de forma a encontrarmos, em conjunto, a solução que melhor se adequa ao seu caso clínico e às suas expetativas… as próteses dentárias removíveis podem permitir um conforto e qualidade de vida satisfatórios.

Quais os Benefícios?

As próteses dentárias oferecem benefícios óbvios a nível estético e funcional. Já as próteses fixas favorecem também a saúde oral dos pacientes ao permitir a conservação da estrutura dentária existente.

Conservação da Estrutura Dentária

A colocação de próteses fixas ajuda a prevenir a perda óssea, que sempre acontece na ausência de um ou mais dentes.

Estética Facial e Desinibição Social

As próteses contribuem para a harmonia do sorriso e rejuvenescimento da face, o que favorece a desinibição social.

Capacidade Mastigatória e de Fala

As próteses fixas, ao imitarem os dentes naturais, permitem aos pacientes uma capacidade mastigatória e de fala ótimas.

Opções de Tratamento

Na DDI temos várias alternativas para a reabilitação oral. Entre próteses fixas e removíveis, propomo-nos encontrar a solução mais ajustada ao seu caso clínico e às suas expetativas. Descubra as opções de tratamento abaixo.

FACETAS DENTÁRIAS

As facetas dentárias são um tipo de restauração para aperfeiçoar o aspeto de um dente que tenha sofrido alguma alteração de forma, cor ou até alinhamento.

As facetas, também conhecidas por lentes de contacto, são lâminas de cerâmica ou resina finas que se “colam” na parte exterior do dente e, assim, melhoram a sua estética. Este tratamento envolve um desgaste dentário quase inexistente.

COROAS DENTÁRIAS

As coroas dentárias são próteses fixas individuais que substituem os dentes naturais perdidos ou destruídos. Podem cobrir dentes naturais que foram tratados (por exemplo, no caso das desvitalizações) ou podem ser aparafusados a implantes.

As coroas reproduzem as características, tanto funcionais como estéticas, dos dentes naturais dos pacientes.

PONTES E PRÓTESES TOTAIS

Já as pontes e próteses totais dentárias podem substituir vários dentes em falta ou até todos os dentes de uma arcada.

Esta solução é composta por uma réplica funcional da dentição natural com coroas dentárias individualizadas que é fixa nos dentes adjacentes ou em implantes (dependendo de cada caso clínico).

PRÓTESES REMOVÍVEIS

  • Próteses Dentárias Acrílicas

As próteses removíveis em acrílico podem ser usadas por pessoas que tenham poucos dentes ou até nenhum. São normalmente feitas em cor-de-rosa para imitar o céu da boca e a gengiva e são muito volumosas.

Apesar de serem das próteses mais utilizadas (por serem económicas), não as recomendamos como solução a longo prazo, mas sim em tratamentos prolongados de prostodontia como uma alternativa temporária. Estas próteses não previnem a perda óssea e desgastam-se rapidamente, comprometendo assim a função mastigatória e a estética oral.

  • Próteses Dentárias Esqueléticas

As próteses dentárias esqueléticas proporcionam uma melhor estética e são menos volumosas que as próteses acrílicas, sendo assim mais fácil e cómoda a adaptação ao seu uso.

Para melhor se fixarem aos dentes naturais e não se soltarem, incluem grampos (ou ganchos). Só podem ser usadas por pessoas que tenham alguns dentes naturais, ou implantes.

  • Próteses Estéticas Flexíveis

As próteses estéticas flexíveis – dentaduras de silicone, dentaduras de nylon e dentaduras de poliamida de alto impacto – são das soluções protéticas removíveis que oferecem mais conforto e segurança.

São várias as suas vantagens em relação às próteses convencionais: não possuem ganchos metálicos e mimetizam melhor a gengiva e os dentes, sendo assim mais discretas; são pouco pesadas e aderem muito bem à gengiva; proporcionam uma eficácia mastigatória mais elevada; e não irritam as gengivas e as mucosas.

São indicadas para pessoas que não se adaptam às próteses removíveis convencionais.

Metodologia Dental Design Institute

Os nossos especialistas em Prostodontia trabalham em conjunto com os especialistas em Implantologia: muitos dos casos exigem a colocação de implantes. Assim, as suas metodologias apresentam etapas em comum.

Nesta primeira consulta é avaliada a saúde oral do paciente e a integridade da sua estrutura dentária. Com base nessas informações, o especialista elabora o plano de tratamento que inclui o tipo de prótese dentária recomendada.

No caso de ser necessária a colocação de implantes dentários, é realizado este procedimento por um especialista em Implantologia.

São também preparados os moldes e enviados para laboratório. Aí elabora-se as próteses dentárias à medida do paciente e do seu caso.

Entre consultas, o paciente usa próteses provisórias que possibilitam a manutenção das funções orais e servem para estudar a dentição definitiva.

A prótese fixa é então colocada de forma a garantir uma função elevada, uma estética harmoniosa e o maior conforto para o paciente.

O médico dentista instrui o paciente dos cuidados de higienização e manutenção mais adequados.

A manutenção é uma etapa essencial nesta metodologia: vai ditar a durabilidade e o estado de conservação das próteses e, portanto, o sucesso de todo o procedimento.

Para garantir que as próteses se mantêm em boas condições ao longo de toda a vida, recomendamos cuidados de higiene oral rigorosos e consultas frequentes com um especialista.

Perguntas Frequentes (FAQ)

Ainda ficou com dúvidas ou receios em relação à colocação de próteses? Esperamos ajudar com esta lista de perguntas mais frequentes sobre a Prostodontia. Não hesite em contactar-nos com mais questões.

PORQUE É IMPORTANTE SUBSTITUIR OS DENTES PERDIDOS?

Para os dentes funcionarem bem, é preciso que estes estejam em equilíbrio nas arcadas dentárias. A perda de um só dente desequilibra este sistema e faz com que os restantes dentes se movimentem para compensar a perda. Desta forma, vão ocorrer alterações funcionais e estruturais na boca, entre elas:

– Diminuição da capacidade mastigatória e da fala

– Mudanças no posicionamento dos dentes

– Perda de substância dentária, tecidos periodontais e dentes

– Impacto na estética da boca do paciente e consequentes perturbações na sua auto-estima e bem-estar

EM QUE CASOS SE RECOMENDA A COLOCAÇÃO DE UMA PRÓTESE FIXA?

A colocação de uma prótese fixa está indicada para casos como restaurações extensas (em que a quantidade de dente remanescente é mínima), a substituição de dentes perdidos (em que se utiliza os dentes vizinhos ou os implantes colocados como apoio), a reabilitação de dentes com alguma deformidade ou de dentes desvitalizados.

EM QUE SITUAÇÃO NÃO É POSSIVEL COLOCAR UMA PRÓTESE?

Em geral, a colocação de próteses fixas é contraindicada em pacientes com mau suporte ósseo ou saúde periodontal comprometida. No entanto, é agora possível contornar estes obstáculos através de técnicas e práticas avançadas (como o enxerto ósseo).

Fale com um especialista e saiba qual a melhor solução para o seu caso.

DURANTE O TRATAMENTO, HÁ ALGUM PERÍODO EM QUE FIQUE SEM DENTES?

Habitualmente, é colocada uma prótese temporária para que o paciente não fique sem dentes entre as consultas. Além da questão estética, esta prática é importante para proteger a estrutura dentária existente e para ajudar o paciente a adaptar-se à mudança.

PODEM OCORRER PROBLEMAS DE ADAPTAÇÃO ÀS PRÓTESES FIXAS?

Há pacientes que relatam um certo desconforto inicial com as próteses. No entanto, à medida que os pacientes se habituam, esta sensação é completamente ultrapassada.

COMO FAZER A HIGIENE DA PRÓTESE FIXA?

A prótese precisa de cuidados diários tal como os dentes naturais!

É indicada a utilização de escovas normais em conjunto com escovas especiais (como as interdentais e as de tufo). Relativamente ao fio dentário, recomenda-se o chamado passa-fio. Para garantir que está a efetuar uma higienização oral completa fale com o médico dentista.

É POSSÍVEL COMER NORMALMENTE COM PRÓTESES DENTÁRIAS?

Esta é uma das preocupações mais frequente entre os pacientes e não tem razão de ser. As próteses fixas, quando corretamente colocadas, suportam muito bem os esforços mastigatórios e não se distinguem dos dentes naturais.

COMO É O RESULTADO ESTÉTICO?

Em laboratório, produzimos uma prótese com uma aparência igual aos dentes naturais (em cor, textura, forma e aspeto) e que tem como objectivo mimetizar ao máximo a estrutura dentária do paciente.

Um dos nossos objetivos enquanto especialistas em Prostodontia é devolver-lhe um sorriso confiante e harmonioso.

QUANTO TEMPO DURA A PRÓTESE DENTÁRIA FIXA?

A longevidade da prótese fixa, tal como dos dentes naturais, é em grande parte determinada pelos cuidados orais praticados. A manutenção da higiene e as visitas regulares ao dentista são fundamentais para que a prótese dure toda a vida.

Temos de considerar também outros fatores como o espaço disponível na boca e a relação da prótese com os dentes vizinhos e com o arco oposto.